Assessor do governo catarinense é um dos alvos da 26ª fase da Operação Lava-Jato desta terça dia 22/03 – Rádio Cidade FM

OUÇA AGORA! VEJA AGORA!

Assessor do governo catarinense é um dos alvos da 26ª fase da Operação Lava-Jato desta terça dia 22/03

assessorO catarinense André Agostini Moreno, assessor do governo do Estado de Santa Catarina, foi um dos alvos da 26ª fase da Operação Lava-Jato, deflagrada nesta terça-feira. A Polícia Federalcumpriu contra ele um mandado de condução coercitiva, quando a pessoa é levada a depor e liberada em seguida, durante a manhã emFlorianópolis. Às 14h, ele ainda prestava depoimento na sede da PF, na Avenida Beira-Mar Norte.

A informação foi confirmada pela força-tarefa da Lava-Jato durante coletiva de imprensa sobre a 26ª fase da operação, em Curitiba (PR). Conforme apurado pelos investigadores, Agostini seria um receptador de propinas da empreiteira Odebrecht, como emissário de destinatários finais ainda não identificados. O mandado contra ele foi o único cumprido em Santa Catarina nesta terça-feira.

De acordo com investigações da PF e do Ministério Público Federal (MPF), ele teria recebido propina de R$ 1 milhão em um encontro em um hotel de luxo em São Paulo, no dia 23 de outubro de 2014.

André Agostini atualmente é lotado na Secretaria da Casa Civil e atua no Conselho Fiscal da Celesc, como suplente. Ele também foi advogado da coligação de Raimundo Colombo nas eleições de 2014. Por meio de nota, a assessoria de comunicação do governo estadual confirmou que André Agostini Moreno ocupa cargo em comissão de consultor e afirmou que desconhece qualquer relação do servidor com a Odebrecht. A assessoria de comunicação da Celesc disse que não haverá pronunciamento diferente do que fez o governo porque Agostini nunca participou ativamente do Conselho Fiscal.

A defesa de André Agostini Moreno não foi localizada até as 14h desta terça para comentar a condução coercitiva.

Fonte:ClicRbs

Compartilhe isso:

Leia Mais

Quarta-feira tem predomínio de nuvens em SC
Ex-executivo de SC que vive em aeroporto do RJ consegue emprego: ‘obrigado a todos’
Porto de Imbituba, no Sul de SC, reabre após ficar fechado por cinco dias
PF faz operação contra governador do RN por obstrução de justiça
Celesc amplia subestação de Porto Belo