Autoridades confirmam morte de brasileira em ataque em Nice – Rádio Cidade FM

OUÇA AGORA! VEJA AGORA!

Autoridades confirmam morte de brasileira em ataque em Nice

20153083Um exame de DNA confirmou a morte da carioca Elizabeth Cristina de Assis Ribeiro, que estava desaparecida desde a noite do ataque em Nice, na França, na última quinta-feira. A informação foi confirmada por autoridades francesas e divulgada no Fantástico, neste domingo. A brasileira e outras 83 pessoas morreram atropeladas pelo caminhão conduzido pelo tunisiano Mohamed Lahouaiej-Bouhlel, na Promenade des Anglais (Passeio dos Ingleses), uma avenida beira-mar, por volta das 22h30 (17h30 em Brasília).

Moradora da Suíça há mais de 20 anos, Elizabeth era mãe da menina Kayla Ribeiro, de 6 anos, que nasceu naquele país e teve a morte confirmada pelo consulado suíço em Nice, na última sexta-feira, segundo a família. As duas, o marido suíço da carioca e as outras duas filhas do casal passavam as férias em Nice na ocasião.

 

Segundo o portal G1, outros dois brasileiros foram atropelados. O cearense Anderson Happel, de 24 anos, atingido pelo parachoque do caminhão está fora de perigo. Ana Lourdes Montalverne, de 63 anos, que há 20 mora na França, teve traumatismo craniano e está em recuperação, de acordo com informações de familiares.

Neste domingo, o presidente interino Michel Temer pediu ao Itamaraty que intensifique a assistência prestada aos brasileiros atingidos pelo atentado em Nice. De acordo com a nota de Temer, o governo colocará “todos os meios à disposição das famílias na busca de informações e para atender eventuais demandas por auxílio neste momento”.

Compartilhe isso:

Leia Mais

Temer diz que população entenderá aumento de impostos dos combustíveis
APROVADO PROJETO QUE PREVÊ TITULO DE CIDADÃO HONORÁRIO DE BOMBINHAS AO GOVERNADOR DE SC
Tarifas do transporte intermunicipal ficam mais caras a partir de domingo (23)
Santa Catarina fica abaixo de 0ºC pelo quinto dia seguido
Público faz campanha para Evaristo Costa ficar na TV, e Globo tenta reverter a decisão do âncora