Conta de luz mais barata ajuda a frear inflação em abril – Rádio Cidade FM

OUÇA AGORA! VEJA AGORA!

Conta de luz mais barata ajuda a frear inflação em abril

A conta de luz mais barata ajudou a reduzir a inflação ao consumidor no IGP-DI (Índice Geral de Preços — Disponibilidade Interna) de abril, informou a FGV (Fundação Getulio Vargas) na manhã desta terça-feira (9).

O IPC (Índice de Preços ao Consumidor) registrou alta de 0,12%, ante um avanço de 0,47% no mês anterior. Cinco das oito classes de despesa tiveram taxas de variação menores. A contribuição de maior magnitude partiu do grupo Habitação (de 1,10% em março para -0,69% em abril), com destaque para o comportamento do item tarifa de eletricidade residencial, cuja taxa passou de 6,15% para -6,22%.

Também apresentaram decréscimos os grupos: Vestuário (de 0,11% para -0,47%), Despesas Diversas (de 0,90% para 0,13%), Educação, Leitura e Recreação (de -0,11% para -0,19%) e Alimentação (de 0,71% para 0,69%). Entre as principais influências estão os itens acessórios do vestuário (de 1,33% para -1,23%), cigarros (de 1,41% para 0,00%), salas de espetáculo (de 0,61% para -1,23%) e frutas (de 1,12% para -2,92%), respectivamente.

Na direção oposta, as taxas foram maiores em abril nos grupos Comunicação (de -0,95% para 0,84%), Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,71% para 1,15%) e Transportes (de -0,30% para -0,14%), sob impacto de itens como tarifa de telefone residencial (de -3,55% para -0,21%), medicamentos em geral (de 0,03% para 2,67%) e gasolina (de -1,93% para -1,27%), respectivamente.

O núcleo do IPC registrou alta de 0,28% em abril, ante aumento de 0,37% em março. Dos 85 itens componentes do IPC, 46 foram excluídos do cálculo do núcleo. O índice de difusão, que mede a proporção de itens com aumentos de preços, foi de 59,17% em abril ante 57,40% em março.

Materiais de construção

Os materiais de construção ficaram mais baratos em abril, resultando em deflação no setor dentro do IGP-DI. O Índice Nacional de Custo da Construção registrou ligeira queda de 0,02% em abril, após a alta de 0,16% no mês anterior.

O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços teve recuo de 0,05% no último mês, após redução de 0,04% no mês anterior. O índice que representa o custo da Mão de Obra apresentou estabilidade (0,0%) em abril, ante uma elevação de 0,33% em março.

Compartilhe isso:

Leia Mais

Temer diz que população entenderá aumento de impostos dos combustíveis
APROVADO PROJETO QUE PREVÊ TITULO DE CIDADÃO HONORÁRIO DE BOMBINHAS AO GOVERNADOR DE SC
Tarifas do transporte intermunicipal ficam mais caras a partir de domingo (23)
Santa Catarina fica abaixo de 0ºC pelo quinto dia seguido
Público faz campanha para Evaristo Costa ficar na TV, e Globo tenta reverter a decisão do âncora