Dani Calabresa se declara no aniversário de Marcelo Adnet – Rádio Cidade FM

OUÇA AGORA! VEJA AGORA!

Dani Calabresa se declara no aniversário de Marcelo Adnet

274331_36Esta segunda-feira (5) já começou com ainda mais alegria e carinho, para Marcelo Adnet. Por conta de seu aniversário de 35 anos, o humorista e novo apresentador da Globo recebeu diversas felicitações e manifestações de carinho, inclusive da mulher, Dani Calabresa.

Por meio do perfil oficial que possui, no Instagram, e usando uma caprichada montagem, a também humorista e atriz aproveitou a ocasião para falar um pouco, com belíssimas e criativas palavras, de tudo o que sente pelo marido, com quem, aliás, está junto há mais de cinco anos.

“Aniversario do meu amor! Esse ator/cantor/apresentador/improvisador tão engraçado, que imita com amor o Rolando Lero, o Silvio Santos, o José Wilker, o Faustão, o Cazuza, tantos outros, até a Adriana Calcanhoto! Risos, hoje é aniversário da tia Creuza! Risos, cheia de joanete e com o sonho de conhecer o Iran Malfitano. Aniversário do Red dos Angry Birds. (…) O Adnet é um verdadeiro artista. Criativo, sensível, interessado em aprender coisas novas sempre, e apaixonado pelo Botafogo. Fico sempre impressionada vendo como ele é corajoso. Você dá um tema e ele faz uma música. Ele consegue criar uma melodia em segundos, imitando a voz do artista, mantendo a afinação e fazendo rimas hilárias (sim, sou muito fã). Ele pensa muito rápido, seu humor e sua inteligência são inspiradores. Assisto, aplaudo, amo e me emociono. Parabéns, meu Muxinho, meu arubianinho doce, meu bósninho cantor, meu amor. Seja feliz sempre,obrigada por proporcionar tanta alegria para a gente, eu te amo”, escreveu ela, toda romântica e feliz, na rede social. Parabéns!

Compartilhe isso:

Leia Mais

“Vou ficar mais forte”, diz Diogo Vilela sobre interpretar Cauby
Processada pelo PT, Globo convoca Huck para reunião emergencial
Sem chance na Globo, Emilly quer ser youtuber
Em guerra, Dudu Camargo e Marcão do Povo temem tirar folgas e férias
Com contrato vitalício, Eva Todor queria morrer trabalhando