Ex de Latino é condenada a prestar serviço comunitário por reclamar de pensão na imprensa – Rádio Cidade FM

OUÇA AGORA! VEJA AGORA!

Ex de Latino é condenada a prestar serviço comunitário por reclamar de pensão na imprensa

Em outubro de 2014, Jaqueline deu entrevista a um jornal carioca dizendo que Latino queria reduzir a pensão do caçula Mateus de R$ 5 mil para um salário mínimo

Jaqueline Blandy, mãe de um dos filhos de Latino, foi processada pelo cantor por injúria, calúnia e difamação após ela reclamar publicamente sobre supostos atrasos no pagamento de pensão.

Segundo a coluna do Leo Dias, do jornal O Dia, a audiência aconteceu na segunda-feira, no IX Juizado Especial Criminal, no Fórum da Barra, no Rio.

Jaqueline provavelmente prestará serviço comunitário, pois recusou a proposta do Ministério Público de pagar três salários mínimos em favor da instituição Casa de Artes do Terreirão, alegando estar desempregada.

Leo Dias ouviu o advogado de Latino, Eric Cwajgenbaum, que explicou o motivo da ação.

“Por um problema de atraso de pensão, ela resolveu pressionar o Latino na mídia. Ela cometeu crimes contra a honra do meu cliente. Entre as coisas que ela postou no Facebook, estavam injúrias e difamações como ‘vira homem e vai aprender a ser pai’ e ‘não fica bancando o pobre coitado’. Além disso, caluniou meu cliente ao escrever ‘ele me pediu para abortar aos cinco meses de gestação’, disse Eric.

Em outubro de 2014, Jaqueline deu entrevista a um jornal carioca dizendo que Latino queria reduzir a pensão do caçula Mateus de R$ 5 mil para um salário mínimo.

Não houve condenação contra Jaqueline. A prestação de serviço comunitário funcionaria como um acordo entre as partes.

Com informações do Portal R7.

Compartilhe isso:

Leia Mais

Barriga de aluguel : Paulo Gustavo será pai de gêmeos
Anitta mostra demais em festa e Nego do Borel aproveita o flagra
Huck pede desculpas por campanha protagonizada por ele
Rogéria será homenageada no final da novela de Gloria Perez
Danilo Gentili pode até ser preso por dar bebida para Maísa e SBT diz que foi um ‘engano’