Ministério Público pede a prisão em flagrante de Jorge Picciani – Rádio Cidade FM

OUÇA AGORA! VEJA AGORA!

Ministério Público pede a prisão em flagrante de Jorge Picciani

O MPF-RJ (Ministério Público Federal no Rio de Janeiro) pediu a prisão em flagrante do deputado Jorge Picciani (PMDB), presidente da Alerj. Segundo os procuradores, há provas convincentes de envolvimento do parlamentar nos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa para cobrança de propina no setor de transporte público.

A Procuradoria, por conta disso, pediu ao TRF-2 (Tribunal Regional Federal da 2ª região) a prisão em flagrante do deputado sem a necessidade que o caso fosse avaliado pela Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro).

No entanto, o pedido ainda não foi acatado pelo TRF-2, que autorizou somente condução coercitiva do deputado — quando o investigado é forçado a prestar depoimento.

O pedido do MPF diz que “havendo demonstração cabal de ilícitos gravíssimos e até mesmo alguns em estado de flagrância, à vista de sua natureza permanente, e que a liberdade dos referidos alvos implicaria perigo concreto à ordem pública, além da aplicação da lei penal”.

A solicitação é feita pelo procuradores regionais da República Andréa Bayão, Carlos Aguiar, Mônica de Ré, Neide Cardoso de Oliveira e Silvana Batini, do MPF na 2ª Região, que ainda pediram o afastamento do deputado das funções parlamentares.

Compartilhe isso:

Leia Mais

Comentário
Equipe da FAACI se reúne com representantes da FATMA
Oito cidades de SC registram grandes volumes de chuva na madrugada desta quinta
Em operação, Secretaria da Fazenda de SC acha irregularidades em 20 outlets
Quinta-feira deve ser de nuvens e chuva irregular em SC