Polícia Federal e MPF cumprem mandados de prisão na casa do empresário Eike Batista – Rádio Cidade FM

OUÇA AGORA! VEJA AGORA!

Polícia Federal e MPF cumprem mandados de prisão na casa do empresário Eike Batista

Agentes da Polícia Federal e integrantes do Ministério Público Federal realizam uma operação para cumprir nove mandados de prisão, quatro conduções coercitiva e 22 de busca e apreensão durante a manhã desta quinta-feira, em um desdobramento da Operação Lava-Jato no Rio de Janeiro. As informações são do portal G1.

Batizada Operação Eficiência, ela tem, entre os principais alvos, o empresário Eike Batista, dono do grupo EBX. Desde as primeiras horas da manhã, agentes estão na casa do empresário para prendê-lo preventivamente. Por volta das 6h40min, o advogado Fernando Martins chegou à residência e informou que o cliente não está no Brasil, mas garantiu que vai se entregar à polícia.

Segundo a Polícia Federal, que mobiliza 80 agentes na ação, a Operação Eficiência apura crimes de lavagem de dinheiro com ocultação de US$ 100 milhões no Exterior – boa parte dos valores já teria sido repatriada. A investigação dá sequência à Operação Calicute, que prendeu em novembro o ex-governador do Rio Sérgio Cabral Filho (PMDB) sob acusação de comandar um esquema de corrupção em obras públicas durante seu governo (janeiro de 2007 a abril de 2014).

Cabral, que está detido em complexo penitenciário de Bangu, é alvo de novo mandado de prisão, assim como Wilson Carlos e Carlos Miranda, que também estão presos. Vice-presidente de futebol do Flamengo, Flávio Godinho foi detido nesta quinta-feira. Todos os mandados de prisão foram expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro.

A PF ainda tenta cumprir também outros cinco mandados de prisão e quatro de condução coercitiva. Segundo as investigações, as pessoas que devem ser conduzidas coercitivamente até a sede da Polícia Federal do Rio seriam beneficiárias do esquema de corrupção. Esse é o terceiro mandado de prisão preventiva expedido contra Sérgio Cabral, Wilson Carlos e Carlos Miranda.

Os agentes também tentam cumprir mandados de condução coercitiva contra Maurício de Oliveira Cabral Santos, irmão do ex-governador, e Suzana Neves Cabral, ex-mulher de Sérgio Cabral.

 

Compartilhe isso:

Leia Mais

Gilmar defende que plenário do STF dê a última palavra sobre delações
Prisão de PMs reacende crise entre as polícias no Litoral catarinense
Sexta-feira tem céu encoberto e chance de chuva em algumas regiões de SC
Redução de licenças para pesca industrial da tainha afetará 700 pescadores em SC, prevê sindicato
“Grande acerto”, diz Jungmann sobre convocação das Forças Armadas