Quadrilha suspeita de usar 'Boa noite, Cinderela' para roubar vítimas é presa em Joinville – Rádio Cidade FM

OUÇA AGORA! VEJA AGORA!

Quadrilha suspeita de usar ‘Boa noite, Cinderela’ para roubar vítimas é presa em Joinville

Uma quadrilha suspeita de usar ‘Boa noite, Cinderela’ para comenter roubos foi presa em Joinville, no Norte catarinense. Segundo a Polícia Civil, uma integrante seduzia as vítimas em bares e casas noturnas e depois as dopava. O grupo, então, cometia o roubo. Uma mulher e três homens foram detidos na manhã desta terça-feira (20).

A mulher de 31 anos foi presa preventivamente e os três homens, dois de 23 anos e um de 24, tiveram prisões temporárias decretadas.

A ação da Polícia Civil começou por volta das 5h nos bairros Petrópolis, Guanabara e Santa Catarina. A polícia fez buscas também em uma casa no bairro Itaum, mas nada foi encontrado.

Sete vítimas foram identificadas, mas a suspeita é que mais pessoas tenham sido alvo do grupo.

Investigação

A investigação começou em janeiro deste ano. A polícia suspeita que o grupo agia desde 2016 e as vítimas eram homens.

Em bares e casas noturnas, a mulher escolhia a vítima. Após seduzi-la, ela convencia o homem a ir para casa. No caminho, ela colocaria um composto de medicamentos na bebida da vítima para dopá-la. Quando esta ficava topada, a mulher chamava os três comparsas, um deles seu namorado, e eles roubavam pertences, conforme informou a polícia à RBS TV. O grupo roubou também carros dessa maneira.

Produtos apreendidos

A polícia apreendeu com os presos óculos, documentos, cartões, carteiras, celulares, relógios e medicamentos. Os produtos apreendidos eram vendidos por redes sociais.

Uma das vítimas teria ajudado nas investigações tentando comprar seus pertences por uma rede social, conforme informações da polícia à RBS TV.

Materiais roubados foram apreendidos  (Foto: Rejane Gambin/RBS TV)Materiais roubados foram apreendidos  (Foto: Rejane Gambin/RBS TV)

Compartilhe isso:

Leia Mais

PF faz operação contra governador do RN por obstrução de justiça
Celesc amplia subestação de Porto Belo
Terça-feira tem sol e tempo seco em SC
PF e Receita miram esquema de lavagem de dinheiro e evasão de divisas que movimentou R$ 5,7 bilhões
SP: a cada 10 horas, uma mulher é estuprada por conhecido