Porta-bandeira da Namíbia é preso por tentativa de abuso sexual na Vila Olímpica – Rádio Cidade FM

OUÇA AGORA! VEJA AGORA!

Porta-bandeira da Namíbia é preso por tentativa de abuso sexual na Vila Olímpica

3at3k6lcld_vxo4cmq0z_fileO boxeador da Namíbia Jonas Junius Jonas foi detido pela polícia sob suspeita de tentativa de abuso sexual contra uma camareira da Vila Olímpica, informou a polícia nesta segunda-feira (8), no segundo caso de prisão de um competidor dos Jogos por denúncia de violência sexual dentro da acomodação oficial dos atletas.

Jonas, de 22 anos, foi acusado pela camareira de ter a agarrado e tentado beijá-la à força, e em seguida teria oferecido dinheiro à vítima para fazer sexo. A camareira conseguiu se desvencilhar do boxeador e pediu socorro, de acordo com a polícia.

A mulher prestou queixa contra o lutador em uma delegacia da região da Barra da Tijuca, onde fica a Vila, e a polícia decidiu prender o suspeito, que tem estreia prevista na Olimpíada para esta semana.

Jonas, da categoria meio-médio ligeiro, foi o porta-bandeira da delegação de seu país na cerimônia de abertura dos Jogos Rio 2016.

Esse foi o segundo caso do tipo na Olimpíada do Rio. Na semana passada, o lutador do Marrocos Hassan Saada foi preso sob suspeita de tentativa de estupro a duas camareiras também na Vila dos Atletas.

Cambistas

A Polícia Civil do Rio também prendeu uma quadrilha que atuava na venda ilegal de ingressos dos Jogos.

Dez pessoas foram detidas em flagrante acusadas de clonar cartões de crédito e comprar ingressos para depois revendê-los ao público a preço abaixo do praticado pelo Comitê Rio 2016.

Compartilhe isso:

Leia Mais

Falta de controle de mosquito e mau atendimento são causas de epidemia de Chikungunya no Ceará
Ciclista morre durante evento em Blumenau
Prefeitura decreta luto oficial após morte de mãe e três filhos na BR-280
Tempo instável continua predominando em SC no início da semana
Gilmar defende que plenário do STF dê a última palavra sobre delações