Suspeita de fraude: Polícia Federal investiga venda de banco que era de Silvio Santos – Rádio Cidade FM

OUÇA AGORA! VEJA AGORA!

Suspeita de fraude: Polícia Federal investiga venda de banco que era de Silvio Santos

A Polícia Federal realiza nesta quarta-feira (19) uma operação para apurar se houve fraude na aquisição de ações do Banco Panamericano, que era de Silvio Santos, pela Caixa.

Serão cumpridos mandados de busca e apreensão e o bloqueio de valores das contas bancárias dos investigados.

Em novembro de 2009, o banco Panamericano recebeu um aporte de R$ 2,5 bilhões, com recursos obtidos junto ao Fundo Garantidor de Créditos (FGC), tendo os bens do grupo Silvio Santos como garantia. Na época, o Banco Central identificou um rombo nas contas do Banco do Grupo Silvio Santos.

A venda do Panamericano ocorreu em 2011, e foi acertada pelo BTG Pactual, por R$ 450 milhões.

Em 2014, Silvio Santos depôs na Justiça Federal como testemunha de defesa de um dos réus na ação penal sobre o rombo de R$ 4,3 bilhões no Banco Panamericano, que fez parte do seu conglomerado e quebrou.

“Me diziam que o banco era uma maravilha”, afirmou Silvio, ao ser questionado se tinha conhecimento das fraudes que levaram a rombo no banco em 2009.

Silvio ainda contou como ficou sabendo do rombo.

“Me disseram que o rombo era de R$ 2,5 bilhões. Dei em garantia meus bens para pagar em 10 anos, com carência de 2 anos, ou 3 anos. Logo depois disseram que o rombo era de R$ 4,3 bilhões. Ora, eu voltei lá e disse ‘além dos bens eu não tenho mais nada’ . Aí apareceu o comprador, o Banco Pactual”, explicou o apresentador e empresário, que acabou vendendo o banco.

Compartilhe isso:

Leia Mais

Ana Maria Braga e Serginho Groismann renovam contrato com a Globo
Após pedir emprego na web, ‘Beiçola’ é escalado para nova novela
Mulher de Joesley Batista é obrigada a se afastar da TV
Grávida, Eliana se afasta da TV por determinação médica
Facebook transmitirá os maiores campeonatos de games do mundo